O Massacre dos Romanov

Por um grande período a Rússia foi dominada por imperadores e imperatrizes, o último deles, Nicolau Alexandrovich Romanov e sua família tiveram um terrível e sangrento destino.
Os Bolcheviques almejavam o poder, e em meio a uma guerra civil, a chamada Revolução de Fevereiro, finalizada em 1917 o então Czar Nicolau II, como era conhecido, foi obrigado a abdicar o trono, assim o Governo Provisório foi instalado na Rússia, com o governo de Alexander Kerensky.


Em agosto de 1917, o governo de Kerensky

evacuou os Romanovs para Tobolsk, nos Montes Urais, alegando que isso os protegeria do crescente fluxo da revolução. Lá eles viveram na antiga Mansão do Governador com um considerável conforto. Em 30 de abril de 1918, eles foram transferidos para seu destino final: a Casa Ipatiev em Ekaterimburgo.
Depois que os Bolcheviques passaram ao poder em outubro de 1918, as condições de seu aprisionamento tornaram-se estritas e a discussão de pôr Nicolau em julgamento ficou mais frequente. Em Ekaterimburgo a família foi exposta a humilhações e condições de sobrevivência precárias.
Por ordem dos governantes Bolcheviques a execução da família realizou-se na noite de 16 para 17 de julho sob a liderança de Yakov Yurovsky e resultou na morte de Nicolau II, sua esposa, suas quatro filhas, seu filho, seu médico pessoal Eugene Botkin, a empregada de sua mulher Anna Demidova, o cozinheiro da família Ivan Kharitonov e o criado Alexei Trupp. Nicolau foi o primeiro a morrer. Foi baleado múltiplas vezes na cabeça e no peito por Yurusky. As últimas a morrer foram Anastásia, Tatiana, Olga e Maria, que foram golpeadas por baionetas. Elas vestiam mais de 1,3 quilos de diamantes, o que proporcionou a elas uma proteção inicial das balas e baionetas. Alguns historiadores afirmam que a família foi posta diante de uma parede na sala principal da casa e então foram fuzilados cruelmente por Yurusky e alguns soldados presentes.
Foram executados o Czar Nicolau Alexandrovich Romanov, sua esposa, Alexandra Feodorovna Romanov, suas filhas, Olga Nicolaevna Romanov, Tatiana Nicolaevna Romanov, Maria Nicolaevna Romanov, Anastácia Nicolaevna Romanov e seu filho, o Czarevich Alexei Nicolaevich Romanov em Ekaterimburgo no dia 17 de julho de 1918.




1 comentários:

  1. Uma barbarie sem necessidade, que ecoa no Universo até hoje, e quem saberá até quando!

Postar um comentário

 
Afraid - Sinta o Medo © 2010 | Designed by Trucks, in collaboration with MW3, website, and Home Page